Buscar
  • Equipe Lanterna de Diógenes

Filosofia na Alcova



Hoje faremos diferente. Não veremos pinturas ou gravuras sobre os cínicos, mas sim, faremos menção ao senhor retratado na imagem acima: Marquês de Sade (1740-1814). O cinismo além de inspirar vários pintores ao longo dos tempos também influenciou grandes escritores. Marquês de Sade foi um deles.


Sade se torna particularmente importante para o cinismo. A forma como inseriu a escola no contexto iluminista ajuda a acentuar a distinção entre o significado de cinismo antigo e moderno. O escrito ao mesmo tempo revive em suas obras aspectos do cinismo antigo e prepara terreno para o significado do cinismo moderno.


O termo “cynique” (e suas variantes) aparecem com frequência nas obras do autor, sobretudo em La philosophie dans le boudoir, publicada no Brasil como Filosofia na Alcova.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Arquivo